Novo CORONAVÍRUS – O que é, quais os sintomas, como se propaga, que cuidados ter?

 

A disseminação do novo coronavírus (COVID-19) pelo mundo, tem colocado a população mundial em estado de alerta. Atualmente o vírus já está presente em mais de 198 países e territórios.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia de Covid-19 no dia 11 de Março.

O Diretor-geral da  Organização Mundial da Saúde-OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que esta declaração não muda o que a Organização e os países tinham feito até aquele momento para “detectar, proteger, tratar e reduzir a transmissão” do novo coronavírus (Sars-Cov-2), causador da doença Covid-19.

Desde a declaração do estado de pandemia por parte da OMS, tem-se assistido a um agravamento drástico, com um grande aumento do número de casos confirmados de COVID-19 e aumento do número de mortes, onde países como a Itália e a Espanha ultrapassaram  por estes dias o número de mortes da china (país onde surgiu o primeiro caso de coronavírus).

Dados do dia 26 de Março de 2020:

  • Casos de coronavírus: 478.341
  • Mortes: 21.524
  • Recuperado: 115.665

A infeção pode apresentar-se como uma gripe comum ou uma doença mais grave, como pneumonia. O Coronavírus é um novo tipo de coronavírus, designado SARS-CoV-2, pois existe outro coronavírus, identificado em 2002 e também intitulado “SARS-CoV”. O novo coronavírus pertence a uma família de vírus conhecida por afetar as pessoas, identificado pela primeira vez em dezembro de 2019 e causa uma síndrome respiratória aguda grave.

Desconhece-se a fonte da infeção. Este novo agente nunca tinha sido identificado em seres humanos. COVID-19 é o nome da doença provocada pela infeção do coronavírus SARS-CoV-2 e resulta das palavras “corona”, “vírus” e “doença”, com indicação do ano em que surgiu (2019).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu atribuir à doença um nome que fosse fácil de reproduzir e que não indicasse nenhuma localização geográfica, um grupo de pessoas ou um animal.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) refere que os sintomas mais comuns incluem febre, cansaço e tosse seca, mas estes sintomas são mais intensos do que os de uma gripe. Algumas pessoas ficam infetadas, mas não desenvolvem quaisquer sintomas e não se sentem doentes.

A transmissão de pessoa para pessoa está confirmada. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o novo coronavírus pode espalhar-se através de gotículas expelidas pela boca ou pelo nariz, por exemplo, quando a pessoa infetada tosse ou espirra, à semelhança do que sucede com outros vírus respiratórios, como o da gripe.

As gotículas podem atingir pessoas, superfícies ou objetos. Outras pessoas podem contagiar-se através de contacto com estes objetos e superfícies contaminadas pelas gotículas se, depois de tocá-los, a pessoa levar as mãos aos olhos, ao nariz ou à boca. Outra forma de transmissão é pela inalação dessas mesmas gotículas emitidas por uma pessoa infetada.

O risco de contrair o vírus por uma pessoa sem sintomas é muito baixo. No entanto, muitas pessoas com covid-19 têm apenas sintomas ligeiros, sobretudo na fase inicial da doença. Neste caso, é possível contrair o vírus de alguém que tenha, por exemplo, apenas uma tosse ligeira e não se sinta mal.

A OMS lembra, porém, que as formas de transmissão e o período em que ela ocorre não estão ainda totalmente esclarecidas e continuam sob investigação.

Conhecer e aplicar as medidas de higiene e proteção são fundamentais. Seguem alguns cuidados básicos:

  • Lave frequentemente as mãos com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos. Este cuidado é indispensável antes e após a preparação de alimentos, depois de usar a casa de banho e sempre que as mãos lhe pareçam sujas. Há uma corrida às soluções à base de álcool ou aos antissépticos em gel para higienizar as mãos, mas a recomendação é usar água e sabão.
  • Assoe-se com lenços de papel (de utilização única), coloque-os no caixote do lixo e, de seguida, lave as mãos.
  • Deve tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos.
  • Evite tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias.

 

×