UMA SEMANA DE CRISE DE ENERGIA

Comunicado da ADECO ( Associação para Defesa do Consumidor) em relação aos cortes nos serviços de eletrecidade.

Os consumidores foram surpreendidos nos últimos dias com cortes prolongados de eletricidade nos dois principais centros urbanos.

Para uma sociedade e economia altamente eletrificada, a insatisfação, descontentamento e frustração foram unânimes. Foram milhares de pessoas e empresas privadas do acesso à eletricidade e que se traduziu em prejuízos de vária ordem, desde o cidadão comum às organizações.

A gravidade do ocorrido caracterizou-se pelo tempo dos cortes, que chegou a mais de 15 horas em muitos bairros. É grave também porque a privação deste serviço tem um efeito em cadeia na disponibilidade de outros serviços e produtos oferecidos pelas empresas e organizações.

A energia elétrica é hoje uma matéria-prima das sociedades e deste modo a interrupção do seu fornecimento não é tolerável.

O ocorrido mostra ainda uma fragilidade do setor elétrico e da operadora em garantir com qualidade o serviço e gerir bem os seus ativos. É preciso que o consumidor seja protegido de tais prejuízos com um Regulamento de Qualidade de Serviço que demora em ser publicado pela ARME e exigir aos operadores a garantia do serviço com qualidade.

O consumidor não pode continuar a ser prejudicado e lesado. Deve ser compensado e indemnizado em tais situações, seja pelos cortes de eletricidade ou por danos aos seus equipamentos.

 

 

×